lixo_reciclavel.jpg








Lixo Reciclável
Reciclagem e Coleta Seletiva
Lixo seco, orgânico, especial e outros
Para onde vai o lixo? E a coleta seletiva?
O que é e o que não é reciclável
Fale Conosco
Mapa do site







Lixo Reciclável
reciclagem.jpgTrazer de volta ao ciclo produtivo aquilo que jogamos fora é uma ótima alternativa. Porém, a reciclagem não é um hábito muito comum no Brasil, que produz em média 240 mil toneladas de lixo e somente 2% é reciclado.  
 
Mas mesmo sendo impossível não produzir lixo, há como cada um colaborar individualmente praticando os 3R's: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Infelizmente a lata de lixo não é um desintegrador de matéria, portanto, devemos dar o fim certo ao lixo e isso não requer nenhum conhecimento profundo de composição de materiais. Dessa forma, se separarmos o lixo por seco e orgânico e enviarmos para o lugar certo, estaremos fazendo a nossa parte, contribuindo com a natureza, com o bem estar da sociedade, com as cooperativas e catadores que dependem economicamente desta atividade, entre outros diversos benefícios que a reciclagem traz.

Claro que o lixo sempre existiu; porém, antes do século XVIII, era produzido em pequenas quantidades, pois se constituía praticamente de sobras de alimentos. Mas foi a partir da Revolução Industrial que os produtos industrializados e as embalagens começaram a ser introduzidos no mercado. Atualmente vivemos a era dos descartáveis, o que aumenta consideravelmente a quantidade de lixo nas cidades.

Encontramos, então, um grande problema: muito lixo para pouco espaço, além da grande extração de matéria-prima de fontes não renováveis, a poluição do ar, do solo, das águas, etc.
 
setaProdutos obtidos a partir da reciclagem

Certoslixo-reciclavel.jpg produtos como o alumínio e o papel, podem ser reutilizados para a produção de novas latas e papéis, mas assim como todos os outros produtos recicláveis, também podem ser reutilizados para a produção de diversos objetos como: caixas, cadernos, sapatos, bolsas, almofadas, luminárias, bijuterias, aquecedor solar, brinquedos, celular (pode acreditar!), entre outros produtos.

Mas por que os produtos feitos a partir da reciclagem são mais caros?

Essa é uma pergunta comum, pois a maioria dos produtos reciclados realmente são mais caros, mas como já dito anteriormente, o custo de reciclagem é bem mais alto do que o custo dos métodos de produção convencionais. Sendo assim, é inevitável que os produtos tenham valores elevados. Porém, para quem realmente tem uma consciência socioambiental, vale a pena pagar um pouco a mais.   

Mas tome cuidado, pois há empresas que dizem que seus produtos são feitos a partir da reciclagem; porém, é propaganda enganosa, com o objetivo apenas de ganhar mais em cima das vendas e de transmitir ao público a imagem de uma empresa que se preocupa com o meio ambiente. 
 

seta
  Veja o tempo que a natureza leva para decompor alguns produtos:

• Papel: de 3 a 6 meses;
Pano: de 6 meses a 1 ano;
Filtro de cigarro: 5 anos;
Chiclete: 5 anos;
Madeira pintada: 13 anos;
Nylon: mais de 30 anos;
Plástico: mais de 100 anos;
Metal: mais de 100 anos;
Vidro: 1 milhão de anos.

Cores das latas de lixo:
 
Azul  Papel
Amarelo Metal
Verde Vidro
Vermelho Plástico
Marrom Orgânico
Laranja Resíduos perigosos
Preto Madeira
Cinza Resíduos gerais não recicláveis ou misturados
Roxo
 Resíduos radioativos
Branco Resíduos ambulatoriais e de serviço de saúde